37 INDICADORES DE DESEMPENHO LOGÍSTICO (KPI´S) PARA VOCÊ SALTAR DO CAOS PARA A EXCELÊNCIA

Indicadores de Desempenho Logístico

Indicadores de desempenho logístico têm uma importância tão grande na vida das empresas de transportes, que deveriam ser ensinados pelos contadores antes do empresário abrir sua transportadora.

Porém na prática não é isso que acontece, a verdade é que a grande maioria das empresas de transporte usam um ou mais indicadores, mas não aproveitam o máximo que essa prática pode oferecer.

Mas o que são Indicadores de Desempenho Logístico exatamente?

Indicadores de Desempenho Logístico são métricas quantitativas que refletem a performance de uma empresa na realização de seus objetivos e estratégias.

Os indicadores de desempenho não são uma exclusividade da área de logística, pois também são muito utilizados em qualquer tipo de organização, seja de indústria, comércio ou de serviços.

Existem diversas razões para você usar os indicadores de desempenho logístico na sua empresa, entre elas estão:

  • Busca da melhoria contínua no desempenho do seu negócio;
  • Ter números reais e precisos como suporte para a tomada de decisão;
  • Divulgação transparente dos resultados da empresa aos colaboradores e sócios.

Mas o maior diferencial, na minha visão, do uso dos indicadores de desempenho logístico, é a criação de uma cultura de excelência pelos serviços prestados aos seus clientes.

O cenário econômico atual está desastroso, e você pode tentar se diferenciar dos concorrentes pelo preço do frete (que pode quebrar o seu negócio), ou pela excelência de qualidade nos serviços.

Qual dos dois você prefere?

Outra característica dos indicadores de desempenho logístico é o baixo investimento, especialmente se comparado com o custo de consultorias e sistemas de gestão ultra qualificados.

Não que estes profissionais e sistemas não possam te ajudar, mas o problema é que, quando você paga uma pequena fortuna por estes serviços, você praticamente joga a responsabilidade pelo resultado nas mãos deles, e não é bem assim que funciona.

Além de relativamente fáceis de serem utilizados, os indicadores de desempenho logístico serão implementados por você e sua equipe, o que gera um sentimento de participação e compromisso em todos na empresa.

Apostar nos indicadores de desempenho é a garantia de sucesso do seu negócio de transportes, seja ele uma transportadora de 5 ou 500 veículos.

Portanto, continue lendo este artigo para saber mais sobre:

  • O que são, na prática, os indicadores de desempenho
  • Como os indicadores podem ser utilizados em logística e transportes
  • O que é o Balanced Scorecard
    • Pela perspectiva financeira (10 indicadores)
    • Pela perspectiva do cliente (7 indicadores)
    • Pela perspectiva de processos internos (14 indicadores)
    • Pela perspectiva de aprendizado e crescimento (6 indicadores)
  • Como definir metas com a equipe
  • De que forma monitorar estas metas para entender se os resultados estão sendo atingidos

Parece interessante? Então compartilhe esse post com seus colaboradores e sócios, e vamos juntos melhorar o desempenho do seu negócio.

Facebook
Twitter
Google+
LinkedIn

O QUE SÃO, NA PRÁTICA, OS INDICADORES DE DESEMPENHO

O que são indicadores de desempenho

Você já trabalhou com metas no seu negócio?

Provavelmente sua resposta é sim, pois trabalhar com metas não é algo novo, e é muito comum hoje em dia ver até pequenas empresas adotando essa prática.

Pois então, saiba que os indicadores de desempenho não são as metas que você conhece, mas o meio que você irá utilizar para medi-las.

Vamos usar 2 exemplos fora do contexto empresarial, para facilitar o entendimento:

Meta #1: Perder peso

Se você tem interesse em perder peso, talvez possa se valer de alguns indicadores de desempenho para saber se está no caminho certo ou não, dentre os indicadores você pode usar:

  • Peso por semana;
  • Medidas do quadril por semana;
  • Medidas da cintura por semana;
  • IMC: Índice de Massa Corporal;
  • Tempo de exercícios físicos por semana.

Meta #2: Economizar dinheiro

Economizar dinheiro é sempre importante, e com a crise econômica se tornou fundamental, mas que indicadores de desempenho você poderia utilizar para medir o seu resultado?

  • % da sua renda sendo gasto com comida fora de casa, por mês;
  • Evolução dos gastos com juros (cartão de crédito, cheque especial), em R$, por mês;
  • Classificação dos seus gastos mensais do cartão de crédito, em categorias como:
    • Alimentação fora do lar;
    • Futilidades;
    • Combustível e outros gastos com o carro (uso pessoal);
    • Compras para a casa e família (itens de primeira necessidade).

Com indicadores simples assim, você consegue ter a real noção da sua evolução, e se está no caminho para atingir as suas metas ou não.

No caso das empresas é a mesma coisa, talvez um pouco mais complexo por envolver outras pessoas, mas nada que você não possa gerenciar.

TODOS OS INDICADORES – PRONTOS NO EXCEL
ícone-planilha
PACOTE COM AS 37 PLANILHAS – INDICADORES DE DESEMPENHO LOGÍSTICO

Importantíssimo:

Se você não pode medir, você não pode gerenciar. (Peter Drucker)

Um conceito muito comum no mercado hoje em dia é o dos KPI´s, ou Key Performance Indicators.

Trazendo para o português, este conceito pode ser traduzido como “Indicadores Chave de Performance“.

Só neste artigo, eu vou relacionar 37 indicadores, e talvez isso possa parecer uma quantidade grande ou pequena para você.

A verdade é que existem centenas de indicadores que podem ser utilizados, mas você deve olhar somente para os indicadores chave, ou seja, aqueles que podem realmente te ajudar na construção de uma mudança ou no atingimento de uma meta.

USANDO INDICADORES DE DESEMPENHO NO SETOR DE TRANSPORTES

3 - Logistica para transportes - Dr2

O setor de transporte rodoviário de cargas no Brasil possui uma característica interessante, existe uma alta fragmentação, ou seja, existem poucas grandes transportadoras se comparado ao número total de empresas e caminhoneiros autônomos.

Além disso, a oferta de serviços é muito grande se comparada com a demanda, principalmente agora com a crise econômica. Porém essa oferta nem sempre é qualificada, pois é muito fácil a entrada de novos competidores no mercado, praticamente não existe regulamentação para isso.

Então, o que fazer com uma concorrência tão acirrada?

Você precisa se tornar extremamente competitivo, ou do contrário será mais um na multidão.

É preciso ter informação na mão, para melhorar continuamente a qualidade dos seus serviços, ter pontualidade e eficiência, além de compreender precisamente o custo e a lucratividade de cada caminhão, além das necessidades de cada cliente que você atende.

Mas quais informações são importantes?

Talvez você possa se perguntar por onde começar, afinal existe uma quantidade enorme de indicadores que você poderá analisar.

A verdade é que você precisa de um equilíbrio entre os números avaliados, com um conjunto de:

  • Indicadores não-financeiros: relação de causa e efeito das decisões tomadas;
  • Indicadores financeiros: medidas de resultados alcançados.

Vamos então, partir agora para um método que classifica estes indicadores, de uma forma que irá facilitar em muito a sua compreensão.

BALANCED SCORECARD

Balanced Scorecard

Apesar de ter seu nome usado em inglês, mesmo aqui no Brasil, fique tranquilo porque você irá entender perfeitamente como este método funciona e para que ele serve.

O Balanced Scorecard (BSC) é uma metodologia, criada em 1992 pelos professores de Harvard, Robert Kaplan e David Norton, para a medição e gestão de desempenho.

Tem por objetivo balancear o desempenho da empresa, colocando a organização numa rota de crescimento não só econômico-financeiro, mas também de processos internos e pessoas, inovação e tecnologia.

A ideia é encontrar equilíbrio entre os objetivos de curto e médio prazo, olhando para indicadores de ordem financeiras e não-financeiras.

Esse método possui 4 grandes grupos:

  1. Perspectiva financeira;
  2. Perspectiva do cliente;
  3. Perspectiva de processos internos;
  4. Perspectiva de aprendizagem e crescimento.

Vamos olhar cada um deles agora, e quais indicadores de desempenho logístico se encaixa em cada um.

INDICADORES DE PERSPECTIVA FINANCEIRA

Indicadores de perspectiva financeira

Vamos ver aqui indicadores que mexem com o seu bolso, ou seja, os indicadores financeiros têm a capacidade de mostrar os resultados do seu negócio.

#01 – Custo Operacional Total

O setor de serviços, onde se encaixa a modalidade de transporte rodoviário de cargas, tem um custo operacional bastante alto, se comparado com a indústria e o comércio.

Por esse motivo é fundamental que você tenha um indicador de custo operacional total, fazendo avaliações mensais e trimestrais.

#02 – Percentual da Mão de Obra no Custo Total

Se o custo operacional total é um dos indicadores mais importantes, saber se o percentual de custo com mão de obra está tendo variação mês a mês é igualmente importante.

Isto porque o custo com mão de obra é o mais alto dentre os custos operacionais.

#03 – Percentual do Custo com Contratação de Terceiros

É muito comum hoje em dia as transportadoras contratarem caminhoneiros autônomos para fazer fretes.

O controle destes gastos é também muito importante, da mesma forma como dever ser feito com funcionários contratados.

#04 – Margem de Contribuição

A margem de contribuição é um indicador que te mostra quanto sobra todo mês, depois de tirar os custos variáveis.

Esse valor, também chamado de lucro bruto, deverá ser usado para pagar os custos fixos, impostos e, se ainda sobrar algum valor, esse será o seu lucro.

#05 – Resultado Operacional Total

Saber o resultado operacional do seu negócio todo mês é muito importante, pois mostra se o seu negócio é sustentável ou não.

Muita gente se perde quando faz controles porque mistura as receitas e despesas operacionais com aquelas que não tem a ver com a operação, como o pagamento do financiamento da frota por exemplo.

Eu escrevi um artigo inteiro sobre esse tema, que você pode conferir clicando aqui.

TODOS OS INDICADORES – PRONTOS NO EXCEL
ícone-planilha
PACOTE COM AS 37 PLANILHAS – INDICADORES DE DESEMPENHO LOGÍSTICO

#06 – Retorno sobre o Investimento (ROI)

É muito interessante que você seja capaz de fazer o cálculo do retorno de um investimento.

No caso de uma transportadora, isso normalmente é feito com cada veículo da frota, mas isso não impede que você faça do seu negócio inteiro também.

O ROI é especialmente importante se você está planejando fazer um investimento, como a compra de um novo caminhão por exemplo.

Através deste indicador, você pode simular qual será o percentual de retorno dentro de um período de tempo, e se ele parece interessante ou não.

#07 – Receita em R$ pelo peso da carga

Imagine você poder ter um indicador que te mostra todos os meses, veículo a veículo, qual é o seu faturamento por quilo transportado?

Isso pode te dar uma noção exata de qual veículo está sendo mais produtivo, e qual tipo de veículo se demonstra mais interessante.

Com base em informações como essa, você pode por exemplo, descontinuar o uso de algum tipo de caminhão na frota, focando naqueles que dão mais resultado.

#08 – Gastos com Combustível em Relação ao Faturamento

Os gastos com diesel e outros combustíveis são os maiores custos existentes em uma transportadora.

Por ser um custo tão importante, é fundamental que você possa saber se a relação entre o que você fatura e o que você gasta de combustível está balanceada.

Analisando este indicador todos os meses você será capaz de avaliar se deve (tentar) aumentar os valores cobrados de frete.

#09 – Inadimplência

Do que pode adiantar você prestar o melhor serviço possível, conseguir manter os seus clientes através da excelência na operação, se parte destes clientes não pagam.

Deixar de olhar fixamente para a inadimplência pode fazer o seu negócio quebrar.

Portanto, tenha por hábito calcular o indicador de inadimplência mensalmente, entenda qual é o percentual de duplicatas que você deixa de receber no prazo.

Ao menor sinal de alerta, pare o que está fazendo, e dê o foco necessário nisso.

#10 – Eficiência na cobrança das duplicatas em atraso

Você é um bom cobrador?

A crise econômica está instalada em nosso país, e tenho certeza de que você tem algum problema com inadimplência, se não tem considere-se uma pessoa de sorte.

Já que a inadimplência está aí, nós temos que ser eficientes na cobrança, e por isso ter um indicador que mede essa eficiência pode ser muito interessante para que você receba pelos atrasados.

Você pode inclusive traçar metas e premiações para aqueles que exercem essa função dentro da sua empresa.

INDICADORES DE PERSPECTIVA DO CLIENTE

Indicadores de perspectiva do cliente

Cliente insatisfeito é sinal de que algo não está legal no seu negócio, não é mesmo?

Talvez possa ser um fato isolado, mas e se for algo crônico?

Por esse e outros motivos é que você precisa monitorar de perto essa relação, e nada mais inteligente do que usar indicadores para isso.

#11 – Percentual de Entregas com Avarias

Cargas com avarias podem representar uma grande dor de cabeça para o seu cliente, ainda mais se forem peças únicas, que muitas vezes acabam parando uma produção se não puderem ser aproveitadas.

Procure criar um indicador que mostre o percentual de avarias sobre o total de cargas transportadas por mês, ele vai te ajudar a entender se você tem um problema ou não com isso no seu negócio.

#12 – Não Conformidade (Reentregas, Devoluções)

Alguns tipos de carga podem chegar fora dos padrões exigidos pelo cliente do embarcador, e isso pode gerar reentregas ou até devoluções.

Medir esse tipo de problema te ajuda a entender muitas vezes um canal, um caminhão, e até um motorista.

Com base nos números, você pode avaliar melhor o que fazer.

#13 – Percentual das Entregas que Geram Solicitação de Informações

Muitas vezes você poderá ter entregas sem devoluções, ou sem a necessidade de reentrega, mas será que isso significa que a entrega foi satisfatória?

Se você medir o número de solicitações que a sua empresa recebe mensalmente, e dividir esse número pelo total de entregas realizadas, poderá mensurar o nível de solicitações.

É um indicador importante, porque nele pode estar mascarado o seu nível de serviço.

#14 – Tempo de Espera para a Resolução de Problemas

Pior do que gerar um problema para o seu cliente, é demorar para resolvê-lo, ou nem resolver.

Procure criar um indicador que demonstre quanto tempo se demora para resolver os problemas.

Ao medir mensalmente este indicador, você terá uma noção exata de evolução, e poderá cobrar sua equipe pela melhoria contínua.

#15 – Tempo de Espera para Receber Informações sobre Serviços Prestados

Você informa o seu cliente sobre a chegada com sucesso das mercadorias?

Se sim, quanto tempo você demora para fazer isso?

Um cliente que tem a informação da sua carga à mão é um cliente muito mais satisfeito, e medir essa eficiência pode fazer você ganhar muitos pontos.

#16 – Tempo de Antecipação para Informar Mudanças (Atrasos, Substituição no Pedido)

Um problema será sempre um problema, e no transporte rodoviário de cargas eles acontecem a todo momento.

Porém, se você se antecipar, avisando o seu cliente, talvez o problema se torne muito menor, e a confiança deste cliente em sua empresa aumente.

Por isso é fundamental que você, não somente habitue a sua equipe a se antecipar aos problemas, mas comece a medir essa eficiência, com um indicador de qualidade nesse tempo.

#17 – Pesquisa de Satisfação dos Clientes

Esse é um indicador clássico, mas não menos importante.

Se você souber fazer as perguntas certas, poderá extrair informação muito valiosa para o seu negócio.

INDICADORES DE PROCESSOS INTERNOS

Indicadores de processo internos

Os processos internos estão para o sucesso do seu negócio como o entrosamento de um time de futebol está para o campeão da temporada.

A sua equipe, seja interna, ou na estrada, precisa estar entrosada, e trabalhar fazendo o melhor para que o todo vença.

Existem inúmeras formas de fazer isso, e certamente os indicadores poderão te ajudar a entender se os objetivos estão sendo cumpridos.

Vamos ver agora 14 indicadores que poderão te ajudar com isso:

#18 – Percentual de Entregas Feitas na Data Prometida

Trabalhar com o transporte rodoviário de cargas é contar com imprevistos todos os dias, pode ser desde a quebra do caminhão na estrada até um bloqueio feito por manifestantes.

Se por um lado imprevistos como esses possam ser inevitáveis, por outro é preciso cuidar para não criar uma cultura de atrasos por motivos que poderiam ser resolvidos.

Use esse indicador para medir mensalmente como andam os atrasos, e com base nos números tome decisões que possam reduzir este percentual.

#19 – Tempo de Atraso nas Entregas

Uma coisa é você fazer uma entrega com atraso no cliente, outra coisa é quantas horas ou dias você atrasou.

Esse número pode significar um prejuízo grande no cliente, e por isso precisa ser medido.

#20 – Tempo entre Pedido e Recebimento das Mercadorias

Ter um indicador que mede o tempo entre o pedido e o recebimento das mercadorias pode ser especialmente importante se você trabalha transportando diferentes tipos de mercadorias em clientes fixos.

Com base em números você pode medir:

  • A rentabilidade de um cliente com base no faturamento e também no tempo de uso da frota;
  • Qual motorista é mais produtivo (sem esquecer de respeitar a lei);
  • Qual tipo de mercadoria é mais interessante de transportar, por causa da agilidade na carga e descarga.

#21 – Motivos de Reclamação

Com uma lista de motivos de reclamação, você pode classificar cada uma delas ao falar com seu cliente.

Muitas vezes um simples indicador como este pode te mostrar exatamente onde está o problema, agilizando o seu processo de redução das reclamações, e melhorando os seus indicadores de satisfação dos clientes.

#22 – Condições Especiais de Entrega

Entregas especiais podem dar mais trabalho, mas ao mesmo tempo mais lucro.

Por isso é importante que você tenha um monitoramento sobre esse tipo de serviço, entendendo qual percentual representa do faturamento total e que tipos de serviços foram prestados, tais como:

  • Entregas urgentes;
  • Embalagem de transporte especial;
  • Entregas noturnas.

TODOS OS INDICADORES – PRONTOS NO EXCEL
ícone-planilha
PACOTE COM AS 37 PLANILHAS – INDICADORES DE DESEMPENHO LOGÍSTICO

#23 – Controle da Ociosidade dos Carros

Não tem nada pior do que frota parada, porque um bem que vale algumas centenas de milhares de reais precisa estar na estrada para dar lucro.

Por isso procure calcular a ociosidade média dos seus veículos, todos os meses, com isso você pode estimar quanto está perdendo de receitas e tomar alguma decisão para corrigir o rumo.

#24 – Valor Médio das Entregas Realizadas no Mês

Parece um indicador muito simples, mas pense que ele te dá uma leitura que você não teria se estivesse gerenciando uma frota apenas com o seu feeling.

Este indicador te abre os olhos caso o valor médio esteja caindo mês a mês. Nessa situação você precisará entender a fundo os motivos, que podem ser:

  • Você está cobrando menos pelos seus fretes;
  • Um veículo de grande porte pode estar sendo subutilizado com cargas menores;
  • Você tem muita ociosidade nos veículos grandes e só está usando veículos menores.

#25 – Idade Média dos Veículos

Neste link você consegue descobrir qual é a idade média dos caminhões no Brasil, mas e quanto a sua frota? Você sabe qual é?

Essa informação é importante como monitoramento, ano após ano você precisa ter essa noção para programar uma renovação da sua frota.

Muitos embarcadores são exigentes, e um descuido aqui pode significar perda de clientes.

#26 – R$ em Multas por Km Rodado

Se você usa algum sistema de gestão que mede a quantidade de quilômetros que a sua frota roda, então talvez seja interessante utilizar este indicador.

Basta dividir quanto você gasta mensalmente com multas pelo total de quilômetros rodados pelos veículos.

Esse indicador, feito mensalmente, pode te mostrar um problema, que você não veria de outra forma.

Agora vamos ver alguns indicadores de recursos humanos.

#27 – Quadro de Avaliação de Desempenho

Imagine você poder alinhar as expectativas comportamentais de toda a sua equipe, de uma forma clara e didática.

Imagine poder dar o feedback para cada um, todos os dias, sem precisar necessariamente falar com cada um.

Isso é possível através do quadro de avaliação de desempenho, que eu gosto de chamar de “quadro das bolinhas”.

Você pode usar ao todo 5 cores diferentes de “bolinhas”, que são aqueles adesivos comprados em papelaria.

Bolinhas

Diariamente, você pode definir uma nota (através de uma cor) para cada membro da sua equipe, baseado em regras pré-estabelecidas, ficando como no exemplo abaixo.

Quadro de bolinhas

O membro da equipe mais bem colocado, no final do mês, pode ser premiado, como uma forma de motivação para que todos estejam alinhados aos objetivos do seu negócio.

#28 – Turn Over (Rotatividade de Funcionários)

Trocar de funcionários todos os meses pode ser um péssimo negócio, isto porque você precisa criar um alicerce forte na estrutura da empresa, e para isso nada melhor do que manter no quadro bons funcionários.

Por isso, eu sugiro que você meça o índice de rotatividade de funcionários no seu negócio, todos os meses.

Se, ao longo do mês, perceber um salto no turn over, então procure entender o que está havendo, pois será muito difícil decolar a sua empresa com uma equipe sempre nova.

#29 – Taxa de Absenteísmo

Outro problema que derruba a produtividade é o de faltas constantes ao trabalho. Toda vez que um funcionário falta, ele provavelmente compromete o trabalho de outros.

Procure medir se a taxa de absenteísmo, ou seja, de faltas ao trabalho, está de acordo.

#30 – Horas de Treinamento

Esse indicador é subestimado pela maioria das empresas, mas a verdade é que um funcionário bem treinado pode gerar muito mais lucro para o seu negócio do que alguém sem qualificação.

Procure estabelecer um indicador que demonstra se está havendo treinamento suficiente para a sua equipe.

#31 – Lucro por Empregado

Um indicador muito simples, mas que pode te dar uma leitura clara de como anda a sua lucratividade ao longo dos meses, pela ótica do número de empregados.

O que é melhor?

Empresa 1: Tem 50 funcionários e lucra R$ 3 mil por cada membro da equipe por mês;

Empresa 2: Tem 500 funcionários e lucra R$ 1 mil por cada membro da equipe por mês;

Olhando para esse exemplo, a empresa 2 pode até lucrar R$ 500 mil por mês, o que é 3 vezes mais do que os R$ 150 mil lucrados pela empresa 1, mas certamente a lucratividade da empresa de 50 funcionários é melhor.

INDICADORES DE APRENDIZADO E CRESCIMENTO

Aprendizado e crescimento

Que medidas você toma atualmente no seu negócio, que irão ter reflexos no médio prazo?

É muito importante que você olhe para o hoje, certamente, mas é tão importante quanto que você pense na perpetuidade daquilo que você construiu.

Veja estes indicadores, que poderão te ajudar com isso.

#32 – Clima Organizacional

Medir a satisfação dos empregados é algo muito importante, e uma pesquisa de clima organizacional pode te mostrar isso.

Eu sugiro que você faça todos os anos essa pesquisa, e use este indicador para entender a evolução.

Uma equipe mais satisfeita certamente vai te trazer mais resultados positivos.

#33 – Qualidade no Local de Trabalho

A qualidade no local de trabalho é um indicador que pode ser medido mais de uma vez por ano, e se aplicado da forma certa, irá te mostrar em quais locais você pode aplicar melhorias.

#34 – Tempo de Lançamento de Novos Serviços

A sua empresa, mesmo dentro de uma área tão tradicional como a de transporte rodoviário de cargas, está olhando para novos serviços?

Acredite em mim, se você não está olhando para isso algum concorrente seu está. Você não precisa mudar o foco da sua empresa, ou pensar em coisas mirabolantes.

Muitas vezes são serviços simples, mas que podem no final fazer uma grande diferença no seu resultado de médio e longo prazos.

#35 – Tempo para Formação de Novas Parcerias Estratégicas

Da mesma forma que você pode olhar para novos serviços dentro do seu negócio, você pode olhar também para fora da sua janela, e conhecer outros projetos.

Se a Coca-Cola ficasse dependendo somente da venda dos refrigerantes, talvez hoje não estivesse ainda tão grande e pudesse, num futuro não muito distante, até quebrar.

Mas ao contrário, ela foi atrás de parcerias e novidades, e hoje tem uma grande participação no mercado de água mineral e sucos naturais.

#36 – Percentual das Metas Superadas

Este indicador é muito bacana para você entender como anda a cultura de bater metas na sua empresa, ao longo dos meses e anos.

Se o atingimento de metas sempre fica abaixo dos 70%, talvez a empesa esteja exigente demais, o que gera um certo descontentamento por parte dos colaboradores.

Agora, se as metas sempre são batidas, será que a empresa não está pouco otimista?

#37 – Visão Geral dos Indicadores de Desempenho

A visão única dos 36 indicadores citados acima pode te dar um outro indicador, que é entender se a sua empresa possui uma estrutura que está voltada para a melhoria contínua.

É possível sintetizar todos os indicadores em uma planilha, demonstrando uma evolução dos resultados.

COMO DEFINIR AS METAS COM A SUA EQUIPE

Como definir as metas

Agora que você conhece os indicadores, é interessante que você estabeleça as metas com a sua equipe.

Definir metas e objetivos é como colocar combustível na motivação do pessoal, que leva a todos a contribuir em conjunto para o atingimento dos resultados.

Para você definir metas e objetivos de forma bem-sucedida, faça o seguinte:

  • Crie um planejamento adequado, e faça o acompanhamento com os indicadores que você aprendeu aqui;
  • Tente estabelecer metas realistas, que estejam ao alcance da sua equipe, ou do contrário você estará simplesmente fazendo de conta que tem uma meta, e sua equipe fará de conta que tenta atingir;
  • Não esqueça de deixar claro o que a sua equipe vai ganhar ao atingir as metas, porque ninguém vive só de elogios;
  • Revise o seu planejamento se necessário. Através dos indicadores você saberá se está no caminho certo, e não tem problema se precisar mudar;
  • Estimule o comprometimento da sua equipe, pois mesmo com ferramentas à mão, você está lindando com pessoas, e é fundamental que haja interação e motivação.

COMO MONITORAR AS METAS

Como monitorar as metas

Por acaso você é daqueles que:

  • Usa um baita tempo com o planejamento;
  • Tenta pensar nos mínimos detalhes;
  • Executa o projeto conforme o plano, tudo certinho.

Mas depois falha na hora de acompanhar?

Saiba que a grande maioria das pessoas é assim, elas acabam falhando num ponto importantíssimo, que é o de monitorar as ações criadas.

Por isso, eu te sugiro que conheça mais a fundo o ciclo PDCA, que significa em inglês Plan, Do, Check, Act.

Trazendo para o português nós temos:

  • Planejar;
  • Executar;
  • Checar;
  • Ajustar.

Pense nesse ciclo quando você tiver as suas metas prontas. Elas são muito importantes, mas somente se forem executadas, checadas e ajustadas sempre.

Monitore através dos seus indicadores, todos os meses, os resultados do seu negócio. Só assim você garante que o planejado está sendo executado corretamente.

CONCLUSÃO KPI´S: INDICADORES DE DESEMPENHO LOGÍSTICO

Indicadores de Desempenho Logístico

Dirigir um negócio no ramo de transportes não é fácil, são muitas variáveis para gerenciar todos os dias, e muitas vezes você pode se perder dentro delas.

Os indicadores de desempenho logístico são como a estrada para o seu Norte, ou seja, são o caminho para você garantir que está indo na direção certa, ou pelo menos na direção que você planejou.

A necessidade de uso, de mais ou menos indicadores, depende do tamanho da sua transportadora, e também do tempo e ferramentas que você tem disponíveis.

A verdade é que, usando os indicadores certos, você será capaz de administrar o seu negócio com muito mais profissionalismo, entendendo os pontos fortes e fracos, e atacando onde realmente os problemas estão.

Você está pronto (a) para fazer a diferença quando o assunto é a gestão do seu negócio?

Se sim, quero te dar os parabéns, saiba que você faz parte da minoria.

Agora, se você acha que ainda precisa se desenvolver nesse quesito, saiba que estarei junto contigo nessa jornada.

Clique no botão laranja abaixo e conheça modelos dos 37 indicadores que citei neste artigo, eles estão prontos para uso, e podem te poupar um baita tempo.

TODOS OS INDICADORES – PRONTOS NO EXCEL
ícone-planilha
PACOTE COM AS 37 PLANILHAS – INDICADORES DE DESEMPENHO LOGÍSTICO

Um forte abraço e obrigado por chegar até aqui comigo.

Ed Trevisan