[02/17] POR QUE VOCÊ PODE PERDER DINHEIRO COM A CUBAGEM? COMO FAZER ESTE CÁLCULO E RECEBER SEMPRE O JUSTO PELO SEU FRETE!

Cálculo de Cubagem de Mercadorias Retangulares/Quadradas

Cubagem

Quando pensamos em cubagem, logo nos vem à cabeça as mercadorias a serem transportadas, e seus volumes em metros cúbicos (m³).

Mas por que o volume de uma carga é importante?

Quando eu posso perder dinheiro se não olhar corretamente para a cubagem?

O método para calcular a cubagem é na verdade muito simples, mas para que você não corra o risco de:

  • Errar no cálculo por causa do modal de transporte
  • Utilizar de forma errada o resultado do cálculo

Eu vou tentar te explicar, da forma mais completa e didática que consegui, tudo sobre esse tema.

O fato é que você, ao saber calcular adequadamente a cubagem, poderá usar esse conhecimento a seu favor na hora de negociar um frete.

Nesta série de artigos sobre cálculo de fretes é muito importante que você defina como vai cobrar do seu cliente, se é por peso ou por volume.

E para saber isso você precisa conhecer a relação peso x volume da carga que você irá transportar.

Continue lendo este artigo para saber mais sobre:

  • Cálculo fácil de cubagem
  • Quando você deve cobrar o frete por peso
  • Quando cobrar o frete por volume
  • Capacidade em m³ por tipo de veículo

CÁLCULO FÁCIL DE CUBAGEM

Cálculo de Cubagem

Um jeito fácil de explicar o porquê do uso desse cálculo na hora de definir o preço do frete é mexer com o seu bolso.

Imagine que você tem um caminhão baú trucado, com capacidade para transportar 14 toneladas.

As medidas do seu baú são:

  • Altura: 2,50
  • Largura: 2,50
  • Profundidade: 7,50

Ou seja, o seu baú tem uma capacidade de 46,87 m³.

Agora imagine que você tem uma carga de fogão para transportar. São 100 fogões, totalizando 43 m³, ou seja, lotando o seu caminhão.

Cada fogão pesa 45 kg, totalizando 4,5 toneladas para os 100 fogões.

Se o seu caminhão tem capacidade para 14 toneladas, você acha certo encher o seu caminhão e cobrar por apenas 4,5 toneladas?

É para isso que serve a cubagem, pois através do cálculo você pode redimensionar o peso cobrado.

Planilha de Cálculo de Frete Rodoviário

Vamos ver como funciona?

Passo #1: vamos descobrir quantos kg por m³ esse caminhão pode transportar:

  • 14.000 kg de capacidade ÷ 46,87 m³ de espaço = 298,7 kg por m³

Passo #2: vamos medir qual é o volume de cada fogão:

  • 0,808 cm largura x 0,775 cm altura x 0,69 cm profundidade = 0,432078 m³

Passo #3: multiplicamos o volume de cada fogão pela quantidade a ser transportada:

  • 0,432078 m³ x 100 fogões = 43,2 m³

Passo #4: agora vamos multiplicar o passo #1 pelo passo #3 para sabermos o peso cubado

  • 298,7 kg x 43.2 m³ = 12.903,84 kg

Isso significa que esse volume a ser transportado conseguiria levar 12.903,84 kg nesse caminhão, então é justo que você cobre pelo peso cubado, e não pelo peso original (4.500 kg).

QUANDO USAR O PESO CUBADO

Conceito de Cubagem

Eu acredito que você já tenha entendido, mas vou reforçar aqui.

O cálculo do peso cubado só vale a pena em cargas volumosas, que normalmente irão ocupar um grande espaço do veículo de transporte e pesar pouco.

Quando alguém faz aquela brincadeira – “O que pesa mais? Um kg de algodão ou um kg de ouro”? – É claro que ambos pesam a mesma coisa, mas o algodão terá um volume muito maior que o ouro.

Você pode fazer o cálculo para qualquer carga que irá transportar, mas com o tempo você irá perceber que a maioria das cargas terão o peso original maior que o peso cubado.

Para facilitar a sua percepção sobre cargas volumosas, eu vou listar aqui alguns tipos de indústria e suas cargas, que provavelmente precisarão ter o frete cobrado por cubagem.

Ramo de AtividadeExemplo #1Exemplo #2Exemplo #3
AlimentosSalgadinhos tipo Elma ChipsBiscoito de polvilhoMacarrão (alguns tipos)
Higiene pessoalFraldas descartáveisAbsorvente femininoPapel higiênico
EmbalagensCaixas de papelãoPlástico bolhaCaixas de isopor
Indústria moveleiraArmáriosMesasCamas
MudançasFogãoLavadora de roupasColchão
Construção civilCanos PVCCaixilhos de portasForro PVC

FATOR DE CUBAGEM PADRÃO

Fator de cubagem padrão

Se você tem uma frota de veículos na sua empresa, talvez não queira pegar um a um e descobrir qual é o fator de cubagem, não é mesmo?

Até porque, teoricamente, a variação de cada veículo rodoviário não será muito grande.

Foi pensando nisso, que a NTC decidiu estabelecer um valor padrão para cargas rodoviárias, definindo 300 kg por m³ como uma medida ótima de uso.

Isso significa que, para cada metro cúbico de capacidade que o seu veículo possui, você consegue transportar 300 kg.

Vamos pegar o exemplo do caminhão trucado, que citei acima no texto:

  • 46,87 m³ (capacidade em volume, do baú) x 300 kg (fator de cubagem) = 14.061 kg

Veja que o resultado é muito parecido com a real capacidade do caminhão, que é de 14 toneladas.

Cargas fracionadas

No caso das cargas fracionadas, a densidade média é de 200 kg/m³. Isso acontece porque é muito difícil você conseguir organizar cargas variadas dentro de um mesmo carro, de uma forma que complete os espaços vazios.

Então, mesmo que as cargas fracionadas não sejam, necessariamente, volumosas, é quase impossível colocar 300kg por m³ nesta modalidade.

Cargas líquidas

No caso de cargas líquidas, os tanques devem ser dimensionados levando-se em conta a densidade real do produto, para que possam trafegar praticamente cheios.

Isso aumenta a estabilidade do veículo e dispensa a aplicação do fator de cubagem. No entanto, se o veículo for usado para transportar uma carga de menor densidade, será necessário utilizar o fator de correção de cubagem.

Opcionalmente, pode ser negociada uma tarifa por viagem, cuja validade independerá da tonelagem transportada e da densidade da carga. Ou ainda uma tarifa por m³, que resultará da divisão do custo por viagem pela capacidade volumétrica do veículo (e não pela capacidade em peso).

Outros modais de transporte

Da mesma forma que foi feito com o transporte rodoviário, em outros modais de transporte também foi calculado um fator padrão.

Porém, o fator de cubagem possui diferentes valores para outros modais, considerando que são equipamentos diferentes, e com capacidades de carga e volumes diferentes também.

  • Fator Rodoviário: 1m³ = 300 kg
  • Fator Aéreo: 1m³ = 166,6667 kg
  • Fator Marítimo: 1m³ = 1.000 kg

CAPACIDADES POR TIPO DE VEÍCULO

Capacidades por Tipo de Veículo

Uma questão interessante é conhecer as capacidades por tipo de veículo, isto pode ser bem importante na hora de atender um cliente, ou mesmo na hora de decidir que veículo comprar.

Veja então, através de categorias, quais são as capacidades em m³ e peso que os veículos podem transportar.

É importante salientar que:

  • As medidas de carrocerias e baús podem variar bastante, porque a legislação só estabelece os limites máximos;
  • Os valores citados abaixo são apenas uma referência, eu sugiro fortemente que você se informe mais a fundo sobre as medidas do veículo que você está interessado.

UTILITÁRIOS ATÉ 1.8 TONELADAS

MODELOALTURALARGURAPROFUND.LOTAÇÃO (KG)
Fiat Fiorino1.3601.0001.3501.836600
Renault Kangoo1.1661.2191.6702.373800
VW Kombi1.2001.4002.0003.3601.000
VUC - Kia Bongo2.2001.8003.00011.8801.530
VUC - Renault Master1.7001.7502.6007.7401.600
VUC - Hyundai HR2.2001.8003.00011.8801.800
VUC - Sprinter1.6501.7003.4009.5401.800

CAMINHÕES ENTRE 2 E 15 TONELADAS

MODELOALTURALARGURAPROFUND.LOTAÇÃO (KG)
Caminhão 3/4 (Baú)2.4002.2004.10021.6482.500
Caminhão 3/4 (Aberto)1.5002.2004.10013.5303.000
Caminhão Toco (Baú)2.4002.2006.90036.4325.000
Caminhão Toco (Aberto)1.5002.4007.00025.2006.000
Caminhão Trucado (Baú)2.5002.5007.50046.8758.000
Caminhão Truck (Aberto)1.5002.5007.50028.12512.000
Caminhão Caçamba1.0002.3005.00011.50013.000

CARRETAS

MODELOALTURALARGURAPROFUND.LOTAÇÃO (KG)
Carreta Carga seca1.5002.60012.40048.36030.000
Carreta Graneleira1.8002.45012.50055.12520.000
Carreta Baú3.0002.50012.00090.00029.000
Carreta Sider4.1002.50014.800151.70033.000
Container 20 pés2.3902.3505.90033.13721.000
Container 40 pés2.3902.35212.03067.62327.000

CONCLUSÃO – CUBAGEM

Conclusão - Cubagem

Mesmo não sendo o fator mais importante do cálculo de fretes, é muito importante que você tenha ciência de que um erro como esse, na hora de transportar uma carga volumosa, pode custar o seu lucro.

Portanto, vamos recapitular o passo-a-passo que você precisa seguir para fazer o cálculo da cubagem.

  1. Tenha em mãos todos os dados sobre a carga a ser transportada, como quantidade de volumes, altura, largura e comprimento de cada um;
  2. Multiplique Altura x Largura x Comprimento x Número de Volumes x 300 (fator de cubagem);
  3. Se o resultado for menor que o peso efetivo da carga, então desconsidere este cálculo e use o peso original para formar o seu preço de frete;
  4. Mas se o resultado for maior que o peso efetivo da carga, então considere o valor obtido como o novo peso, como base para formar o seu preço pelo transporte.

Esse é o 2º artigo da série sobre cálculo de fretes, acompanhe comigo os demais artigos:

Série: Cálculo de fretes

  • [01/17] – Como fazer o cálculo de fretes sem perder dinheiro.
  • [02/17] – Por que você pode perder dinheiro se não calcular a cubagem?
  • [03/17] – 7 motivos para você considerar a depreciação no seu cálculo de fretes.
  • [04/17] – Por que o custo de oportunidade não pode ficar de fora da sua planilha?
  • [05/17] – Como calcular seus custos fixos por dia?
  • [06/17] – Quais as vantagens de saber o custo variável por km rodado?
  • [07/17] – 7 fatos que talvez você não saiba sobre custo direto.
  • [08/17] – Por que normalmente os autônomos se esquecem do custo indireto?
  • [09/17] – Qual a maneira correta de calcular o Ad Valorem?
  • [10/17] – Qual o percentual correto deve ser utilizado no GRIS?
  • [11/17] – Tabela completa com todas as generalidades cobradas no mercado.
  • [12/17] – Como fazer o cálculo do pedágio usando mais de um formato?
  • [13/17] – A carga tributária que você paga atualmente está correta?
  • [14/17] – Qual margem de lucro devo usar no mercado de transportes?
  • [15/17] – Como colocar corretamente os ingredientes para a formação do preço do frete?
  • [16/17] – Qual é o ponto de equilíbrio de uma viagem?
  • [17/17] – Planilha de frete, que automatiza o processo de cálculo de fretes.

Se ficou alguma dúvida, ou você algum comentário ou sugestão, por favor coloque logo abaixo nos comentários.

Forte abraço e até o próximo artigo!
Ed Trevisan

Planilha de Cálculo de Frete Rodoviário

  • Jefferson Siqueira

    Ed, parabéns por mais um ótimo artigo sobre transportes. Já passei por algumas transportadoras e de fato a falta de cubagem é uma grande fulga de receita. A tecnologia existente para realizar a cubagem de forma automática as vezes não é interessante para o empresário por conta do alto investimento. Além de treinar os colaboradores que recebem as cargas; você já viu em alguma outra empresa uma maneira mais eficaz de não deixar “passar” aquela carga que precisa ser cubada? Muito obrigado por compartilhar seu conhecimento Ed.

    • Olá Jefferson, fico muito feliz que tenha gostado do artigo 🙂
      Você disse tudo, tecnologias como cargo scanning são bem caras, e a solução pode ser alinhar com a equipe um processo que garanta esse resultado.
      É possível trabalhar com indicadores de desempenho nesse sentido, e monitoramento constante.
      Forte abraço!

  • Rodrigo Besciak

    Boa tarde

    Preciso fazer uma cotação de preço de frete em metro cúbico, minha carreta e graneleiro de 4 tampas, tamanho padrão.
    Vai carregar papel higiênico, fralda, etc

    Poderia me auxiliar?

    • Jose Maria Carneiro da Silva

      Prezado Rodrigo ;

      Para que possa realizar esse estudo é necessário saber :

      Quais as dimensões das embalagens respectivamente a cada produto ;
      Qual a medida exata da sua carreta ;
      Para fazer um preço por metro cúbico você terá de considerar que utilizará todo o espaço disponivel de carregamento senao a ociosidade será seu prejuizo no frete.

      Uma maneira fácil de se ter uma idéia é fazer seguinte conta simples :

      Descobrir quantos m3 tem a sua carreta considerando a altura padrão de 4,40 metros de altura ( diminui-se a altura co chassi da carreta ). Feito isso faça uma analogia de quantas caixas poderia acondicionar e realize a divisão do frete ( considerando a pratica do mercado relativo ao percurso ).

      Dúvidas estou à disposição para conversarmos bastando somente contatar-me .

      Sucesso ;

      José Maria
      contato@jmclogistica.com.br
      11 9 9944 0157 ( Tim-WhatsApp )

  • Joelma Rosângela

    Olá meu nome é Joelma e achei interessante o assunto sobre peso cubado, só pairou uma duvida, Qual o valor relativo de peso X volume no mercado? Sei que é necessário saber sobre ambos, mas, atualmente só calculamos por KM rodado.

    • oi Joelma, tudo bem?

      A média utilizada no mercado é de 300 kg por m³. Se o peso por m³ for maior é só considerar o próprio peso, porém se for menor, a sugestão é calcular a cubagem para cobrar o valor correto do cliente.

      Abs.