COMO SE LIVRAR DAS DÍVIDAS: SIMPLES TÉCNICAS DE NEGOCIAÇÃO PARA VOCÊ NUNCA MAIS CHORAR EM FRENTE AO SEU FILHO

Como se livrar das dívidas

Como se livrar das dívidas de uma forma tão consistente, que você irá ter de volta o seu sono a noite, mesmo com a crise que estamos passando?

Pense comigo: Tudo o que você quer é deixar de sofrer ano após ano com dívidas no banco, e poder desfrutar dos bons momentos da vida com sua família.

Estudos comprovam que 52,2% dos caminhoneiros autônomos estão endividados e, no caso dos pequenos empresários, este número pode ser ainda maior.

Ou seja … com a crise a demanda por fretes caiu e o preço dos insumos, como o combustível, subiu.

E para piorar, o desemprego está em alta, o que muitas vezes compromete a renda familiar porque a esposa ou os filhos não conseguem trabalho.

O que isso significa?

Que na prática a grande maioria das pessoas simplesmente não sabem o que fazer, e continuam tocando as suas vidas esperando por uma melhora na economia.

Mas você tem um caminho, que certamente não é fazer o mesmo, até porque esperar pelas coisas melhorarem pode demorar anos e anos.

Saber como sair do vermelho não é fácil, mas nesse artigo você aprenderá a lidar com as dívidas de uma forma tão consistente que o resultado não poderá ser outro que não a sua conta no azul de volta.

Continue lendo este artigo para saber mais sobre:

  • Por que o problema muitas vezes não está no frete;
  • Em qual estágio de endividamento você está;
  • Os tipos de dívidas mais comuns;
  • O papel da família;
  • 7 passos: do sofrimento ao triunfo.

Parece interessante? Então compartilhe esse artigo com seus amigos na esperança de espalharmos mais rapidamente esta mensagem sobre como se livrar das dívidas e parar de sofrer.

POR QUE O PROBLEMA MUITAS VEZES NÃO ESTÁ NO FRETE?

O problema nem sempre está no frete

Conversando com donos de transportadoras e caminhoneiros autônomos, na maioria das vezes a reclamação que mais ouço é sobre a falta de fretes, ou que o preço pago pelos embarcadores não está compensando.

Com certeza isto é um problema, e não podemos ignorá-lo, até porque hoje em dia existem mais caminhões do que carga, e isto gera um desbalanceamento no setor.

A questão é muitos usam isto como a única desculpa para o fracasso, e acabam jogando a responsabilidade para o governo, para a crise, para os embarcadores, mas não tem a coragem de buscar alternativas, tanto nas receitas quanto nas despesas.

Na vida, eu aprendi que existem dois tipos de pessoas, as que reclamam e as que ganham dinheiro. Em qual tipo você se encaixa?

Pare agora, e pense friamente, se o seu faturamento mensal é realmente muito menor do que há 1 ou 2 anos atrás.

Se a resposta for sim, então você precisará entender se existe um caminho para aumentar estas receitas, eu escrevi alguns artigos sobre como conseguir mais fretes, que você pode conferir nos links abaixo:

COMO AGREGAR CAMINHÃO? SAIBA QUE, SEM CUMPRIR ESTAS EXIGÊNCIAS, VOCÊ JÁ ERA!

9 MOTIVOS PARA VOCÊ FOCAR EM TERCEIRIZAÇÃO DE FROTA AGORA!

7 TIPOS DE FRETES E CARGAS QUE VOCÊ ESQUECEU QUE EXISTEM, E QUE PODERIAM TE TIRAR DO BURACO (O #5 É MEU FAVORITO)

Agora, se o valor que você recebe pelos fretes não é tão diferente assim, então você precisa entender se a sua falta de dinheiro é somente porque o valor do combustível aumentou ou porque você sustenta hábitos que a condição atual não permite.

CONTEÚDO VIP

Coloque seu e-mail abaixo para receber gratuitamente atualizações, artigos e dicas.

EM QUAL ESTÁGIO VOCÊ ESTÁ?

Quando alguém diz que fulano está doente, não temos como saber exatamente o nível de gravidade, é preciso entender melhor se é apenas uma gripe ou existe risco de morte.

O caso das suas dívidas é muito parecido, e é fundamental que você entenda em que estágio você está, para que você possa tomar o remédio correto.

Crítico (UTI)

Muitas pessoas não percebem, mas estão em um nível muito perigoso das suas finanças.

Por não se darem conta, acabam deixando de tomar o remédio mais amargo possível para resolver os problemas.

As consequências disto são muitas vezes a perda do caminhão para o banco, o que acaba agravando ainda mais uma situação da família.

Grave (Internado)

Este é um momento em que o risco é iminente, e está a um passo de ir para a UTI, é o momento em que uma decisão acertada pode fazer toda a diferença.

É muito importante, caso você esteja neste estágio, que você reavalie todas as suas opções, para que você não sofra consequências mais pesadas dentro de 1 ou 2 meses.

Sob cuidado (Visita ao médico)

Esta é a melhor hora para você reunir a família, e tomar decisões em conjunto, cortar gastos desnecessários, e pensar em um plano por pelo menos um ano de como sair do vermelho.

Quando você se antecipa aos problemas, as chances de sofrer com pagamentos de juros, pegar fretes de qualquer valor, são menores.

Com dores (Farmácia)

Se você está nesta condição atualmente, é porque não está sofrendo tanto com a crise como a maioria dos que trabalham com transportes, é sinal de que você é mais cuidadoso com as suas contas e não faz negócios por impulso.

Porém é preciso deixar o alerta ligado, olhar para toda e qualquer torneira que possa estar vazando dinheiro.

Saudável

Parabéns, você é o exemplo de como cuidar das contas da empresa, do caminhão, e da sua família.

Se mesmo com esta crise você continua tendo lucro a ponto de poupar dinheiro, é porque você sabe muito bem como gerenciar tanto o dinheiro que entra quanto o que sai.

Mesmo sendo algo difícil, tente repassar os seus conhecimentos para as pessoas próximas a você, pode ser um parente, um amigo, ou um colega de estrada.

Quanto mais pessoas puderem desfrutar da sua sabedoria melhor será a condição da nossa comunidade.

OS TIPOS DE DÍVIDAS MAIS COMUNS

Tipos de dívidas mais comuns

Você já percebeu que, quando você está endividado, normalmente o maior credor (senão o único) é o banco?

É o banco, através da figura do seu gerente, que por muito tempo se mostra como um salvador da pátria.

O seu gerente amigão é aquele que:

  • Paga seus cheques quando você precisa e não tem saldo na conta;
  • Te dá limite no cheque especial;
  • Te oferece um segundo cartão de crédito com mais limite.

Com tudo isso, e ainda um bom atendimento, fica difícil para você entender que a única coisa que ele está te vendendo é uma corda para você se enforcar.

Acredite! O seu gerente não está lá para te dizer sobre como sair do vermelho, mas para trazer dinheiro para a empresa onde ele trabalha.

Não me entenda mal, pois este é o negócio dos bancos, emprestar dinheiro e lucrar com os juros, por outro lado depende de você, e somente você, ter o discernimento de pegar ou não mais dinheiro, quando você já está numa situação complicada.

Eu vejo muita gente que usa todo o crédito possível na conta corrente e no cartão de crédito da empresa, e depois vai para empréstimos pessoais, na conta da esposa e filhos inclusive.

Além da necessidade de separar as dividas pessoais das do negócio, você precisa também avaliar se realmente é uma boa ideia usar estes créditos que lhe são oferecidos.

Você já se perguntou por que os juros de cheque especial e cartão de crédito são tão altos?

Os juros destas linhas de crédito são altos porque a inadimplência é alta, é o efeito “bola de neve”, você usa os limites porque está endividado, porém os juros destes limites te fazem cavar ainda mais o buraco.

Chega um ponto em que muitas pessoas não conseguem pagar mais, ficando inadimplentes com o banco.

Para não ter prejuízo, o banco cobra esta inadimplência de você, com uma taxa de juros maior.

CONTEÚDO VIP

Coloque seu e-mail abaixo para receber gratuitamente atualizações, artigos e dicas.

A questão dos financiamentos

É óbvio que o banco não te traz só notícias ruins, se você souber trabalhar com ele, negociando taxas de juros aceitáveis, ele pode ser um grande aliado para você comprar um caminhão mais novo, ou renovar a sua frota.

O problema é que estes tempos de vacas gordas, quando a taxa de juros (principalmente do BNDES) eram extremamente atrativas, acabaram.

Mesmo que ainda hoje as taxas sejam aceitáveis, não há espaço para a compra de mais caminhões, a preocupação geral é como sair das dívidas.

O saldo atual desta época de aquecimento da economia é de muita gente com financiamento atrasado, sofrendo para tentar honrar as prestações e não perder o seu valioso investimento.

Se você está nestas condições eu sugiro fortemente que leia este artigo que escrevi sobre o tema, sobre como renegociar as prestações.

COMO FAZER O REESCALONAMENTO DE DÍVIDAS NO BANCO

Aproveite para anotar cada dica citada, e crie um plano para sair desta situação.

Busca e apreensão

Agora, se você já está com o seu caminhão em “busca e apreensão”, então é melhor você avaliar com calma o próximo passo.

E pode ter certeza de que os bancos não querem o seu veículo, porque é mais trabalhoso para eles e as chances de receberem a dívida diminuem muito.

Procure deixar o seu telefone ligado e atenda todas as vezes que te ligarem, explique para a atendente a sua condição, e faça uma “proposta indecente” (e sustente ela, não ceda).

Por proposta indecente eu quero dizer um valor que você consiga pagar nos próximos 90 dias, e que não contemplem juros.

Por mais absurdo que pareça, alguns bancos estão aceitando.

Use sua criatividade para negociar dívidas quando eles te ligarem (não ligue para eles, porque você estará demonstrando interesse, espere pela ligação).

Entenda que você chegou até aqui, e não pode desistir. Resista com firmeza e seja inteligente na negociação, pois sempre há um caminho.

O PAPEL DA FAMÍLIA

O papel da família

Mesmo que você não seja um caminhoneiro autônomo, ou tenha uma empresa de transportes não tão pequena, se você está com dívidas a sua família precisa estar envolvida.

É comum, muitas vezes, o provedor da casa manter as aparências e o padrão de vida da esposa e filhos, na esperança de contornar a situação em poucos meses.

A questão é que, na maioria dos casos que conheço, a situação não se resolve tão logo, e as consequências de prorrogar o inevitável torna a condição financeira da família muito pior.

Imagine ficar meses, ou até anos, pagando juros na ordem de 7% a 10% ao mês, isso é o mesmo que dobrar o valor de uma dívida a cada ano.

Se você está ainda num estágio menos crítico, aproveite o momento para tentar pôr a casa em ordem.

É preciso muita coragem para fazer isso, mas você vai se surpreender como uma decisão tomada agora pode ter reflexos positivos no futuro.

O primeiro dos reflexos é a educação financeira dos seus filhos, que diante de uma notícia de que o dinheiro está curto, podem inclusive ajudar na economia do lar.

É claro que isso não é tão simples assim, mas dependendo de como você coloca a situação, é sim bastante possível que você consiga não só um apoio, mas uma real ajuda daqueles que estão do seu lado.

7 PASSOS: DO SOFRIMENTO AO TRIUNFO

7 passos para se livrar das dívidas

Veja agora um método passo-a-passo e saiba como se livrar das dívidas, mesmo que a sua renda atual esteja abaixo do que você está acostumado a receber.

Nem todos os passos são necessários, isto vai depender do estágio em que você se encontra. Quanto mais grave sua condição financeira está, mais passos você precisa dar.

Então vamos lá!

PASSO # 1 – LISTE TUDO: DÍVIDAS + GASTOS

Este 1º passo é inevitável, você precisa dele independente da sua situação.

Não se gerencia o que não se mede.

Não tem como você começar a pensar em como se livrar das dívidas se você não tiver em um caderno ou no computador uma lista completa delas.

Mas ao invés de sair apenas anotando tudo o que você se lembra, é muito importante que você classifique tudo isso.

Eu sugiro que você pegue toda e qualquer saída de dinheiro, e classifique-as em:

  • Contas do seu negócio;
  • Contas pessoais e da família.

Apesar de parecer óbvio, muita gente não faz isso, principalmente os caminhoneiros autônomos, que não têm uma estrutura administrativa no dia a dia.

Depois, classifique todas as dívidas e gastos em outros dois tipos:

  • Não pode deixar de ser pago;
  • Contas negociáveis.

No final, você vai ter um quadro como esta imagem:

Quadro de dívidas

Você pode também comprar um caderno e dividi-lo em 4 partes, ou criar uma planilha no computador, usando Microsoft Excel.

Das dívidas que você está pagando, daquelas que possuem juros, procure colocar ao lado qual é taxa em %, se não souber ligue para o banco, loja, ou financeira onde você adquiriu o produto ou serviço, eles são obrigados a te dizer.

Use pelo menos umas 2 semanas para preencher isto, faça com calma e procure não esquecer de nenhum gasto ou dívida, pois só assim você terá um retrato fiel, um verdadeiro raio x do seu problema.

PASSO # 2 – FAÇA UMA LISTA DOS SEUS SONHOS

Você deve estar me achando um louco, não é mesmo? Pensar em sonhos quando estou totalmente endividado?

Imagine o que seria da sua vida se você não pudesse sonhar, imagine você viver os próximos 5 anos e chegar lá da mesma forma que está agora, sem ter podido ao menos fazer uma viagem, ou comprar uma TV nova.

Estou falando aqui de sonhos mínimos, mas eu sei que você tem objetivos maiores.

Estes sonhos, de curto, médio e longo prazos, são o combustível para você seguir em frente. Sem eles você não teria energia para se livrar das dívidas de agora.

Acredite em mim, coloque isto no papel, não deixe apenas na sua cabeça. Se possível faça isto junto com a sua família, reúna todo mundo e escrevam os seus sonhos da seguinte forma:

  • Curto prazo: o que você pretende adquirir dentro de 6 meses a 1 ano? Uma nova TV? Um novo celular?
  • Médio prazo: quais são os seus desejos de possuir dentro de 5 anos? Uma viagem? Um novo carro?
  • Longo prazo: quais são os seus grandes sonhos? Comprar uma casa na praia? Ter uma frota de caminhões?

Talvez você chegue à conclusão de que a soma das suas dívidas é muito grande, e que não dá para sonhar agora.

Se este for o seu caso, então transforme o desejo de pagar as suas dívidas no seu grande sonho neste momento.

À medida que você for pagando dívida por dívida, aí você estará pronto para sonhar com tudo aquilo que a vida pode nos oferecer, combinado?

PASSO # 3 – CRIE UM PLANO

Agora que você já sabe quais são seus gastos e suas dívidas, que você já definiu quais são os seus sonhos, é hora de criar um plano de como você e sua família devem se comportar nos próximos meses.

Se você tem uma empresa, então você deve criar 2 planos, uma para o seu negócio e outro para a sua família.

No plano financeiro para o seu negócio, eu sugiro fortemente que você defina um valor de retirada mensal (pró-labore), e se possível que este valor seja menor do que normalmente você tira.

Seja fiel a esta retirada. Pense que se você fosse empregado de uma empresa não teria variações de salário mês a mês, de acordo com as suas necessidades.

Desenho do plano

Plano anual

Você pode desenhar o seu plano em um caderno mesmo, apesar de que no computador fica mais fácil pois os cálculos podem ser automatizados.

Lembra das contas listadas no passo # 1? Você vai precisar delas agora, considerando:

  • Quanto você estima ter de receitas nos próximos 12 meses;
  • Qual valor você poderá reservar para os seus sonhos (eu sugiro começar com 10% do que você ganha);
  • Quais valores você precisará ter disponível, porque são fundamentais e precisam ser pagos;
  • Quais contas precisarão entrar na lista de negociação, e como você imagina pagá-las.

Você precisará ter total frieza na hora de fazer estes números, não que eles não possam ser mudados depois, mas quanto mais seguro você estiver dos números, maiores serão as suas chances.

Melhor plano: negociar dívidas

Uma coisa que aprendi com o tempo e com consultoria, é que muitas vezes nós subestimamos as possibilidades de negociação.

Já vi gente que tinha certeza de que não poderia parcelar uma conta, ou de que poderia oferecer poucas parcelas. E no final conseguiu parcelar em muito mais vezes, suavizando a pressão financeira mês a mês.

Se for necessário, você precisa ter a coragem de dizer a seu credor que não dá para pagar nas condições que ele quer.

Você precisa colocar as suas reais possibilidades, porque do contrário você só estará adiando um problema que não você não consegue resolver no curto prazo.

As consequências disso é que você acaba perdendo a moral com o seu credor, porque novamente prometeu algo e não cumpriu.

Seja firme para cumprir o plano

Muitos credores podem não aceitar facilmente os seus planos de pagamento, aí começa uma chuva de ligações, e pressão por receber.

Porém, se você mostrou ao credor o seu plano, qualquer das vezes que ele te procurar você dirá a mesma coisa, que você irá pagar conforme as possibilidades descritas no plano.

Isto demonstra solidez na sua proposta, e aos poucos ele irá entender que não há outro jeito senão receber desta forma.

Você precisa ser muito firme em sustentar isto, assim como precisa ser muito correto em honrar o que você prometeu.

PASSO # 4 – FAÇA UMA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Reserva de emergência

Os 3 passos iniciais são fundamentais para qualquer um que tenha dívidas e que estejam com dificuldades de honrá-las.

A partir deste passo # 4 você verá opções que podem te ajudar na resolução do problema, mas que não são estritamente necessários se a sua condição financeira não for tão grave.

Fazer uma reserva de emergência é especialmente importante se você está passando por um momento crítico.

Parece impossível, mas com disciplina você pode abrir uma conta poupança e depositar mensalmente um valor, que pode ser de R$ 100, e continuar fazendo isto enquanto a sua condição financeira não melhorar.

Você nunca sabe quando irá passar por uma emergência, e infelizmente é quando mais precisamos que os amigos somem e os parentes não podem ajudar.

A maior vantagem de uma reserva de emergência é poder manter as suas emoções no trilho. Não existe nada mais desesperador do que passar por necessidades que muitas vezes poderiam ser evitadas.

PASSO # 5 – TROQUE DÍVIDAS

Uma coisa que pouca gente pensa num momento difícil é na possibilidade de trocar algumas dívidas.

Existem diversas possibilidades que você pode usar, e que quando bem-feitas, podem acelerar em muito a quitação das dívidas.

Cheque especial

Imagine, por exemplo, que você vem há 1 ano pagando todo mês pelos juros do cheque especial.

Com taxas de juros que podem chegar a quase 17% ao mês, em 6 meses você pode dobrar o valor da sua dívida.

Cheque especial deve ser usado como uma emergência, mas quando a exceção vira regra é hora de você trocar esta dívida por outra com juros menores.

Cartão de Crédito

Da mesma forma que o cheque especial, o cartão de crédito deve ser trocado por um empréstimo, caso você não esteja pagando o total da fatura todo mês.

Fale com o seu gerente, e ele certamente terá uma opção com juros menores e parcelas fixas. Em casos assim, obviamente irão cortar seus limites, mas pense que isto é uma boa notícia e não algo ruim.

Ajuda de amigos e parentes

Muita gente descarta a opção da ajuda de amigos ou parentes porque acha que isto é errado, e que não deveria se humilhar assim.

Usar uma opção destas, tão pessoal, pode não ser um bom caminho se você mesmo souber que não é um bom pagador.

Agora, se você sabe que tem comprometimento e que vai honrar com seus problemas, então esta pode ser uma ótima opção.

Pense que estamos falando aqui de trocar dívidas, e não criar novas, por isso entenda esta opção como uma forma de reduzir (ou até zerar) os juros, o que no longo prazo faz toda a diferença.

CONTEÚDO VIP

Coloque seu e-mail abaixo para receber gratuitamente atualizações, artigos e dicas.

PASSO # 6 – REDUZA A SUA FROTA

Se você tem uma frota de caminhões e está passando por sérios problemas financeiros, então leia muito bem o que eu tenho para te dizer.

Se você é caminhoneiro autônomo, preste atenção nos detalhes, porque pode ser importante também para você.

Engula o seu orgulho, não tenha medo ou vergonha do que as pessoas vão dizer se você encolher a sua empresa.

Vejo muita gente com sérias dificuldades financeiras, mas sem abrir mão do status de ter x caminhões, ou um veículo novo.

Na hora da dificuldade você precisa pensar friamente e colocar na balança o que vale mais.

Mesmo que o valor dos caminhões esteja em baixa, você precisa avaliar se vale a pena esperar pelo preço certo ou vender agora e saldar dívidas com juros altos.

Imagine você esperar por 12 meses para vender um veículo, agora imagine quanto de juros você pagou esperando pela venda, pense em todos os prós e contras, e com a visão do todo você saberá qual o melhor caminho a seguir.

PASSO # 7 – ENCONTRE UM SÓCIO

Eu deixei este como o último passo porque eu sei que a maioria das pessoas não veem como um bom caminho.

Porém este passo é uma opção, e te garanto que pode ser melhor do que fechar uma empresa ou um caminhoneiro autônomo perder o seu caminhão.

Uma sociedade não é fácil, e nunca será, mas se bem conduzida pode lhe render muitos frutos.

Apesar da crise, o Brasil não está pobre, pode ter certeza de que existe muita gente por aí com dinheiro, e disposto a investir.

As vezes um amigo que foi demitido por causa da crise é a pessoa certa para entrar no seu negócio, com dinheiro e disponibilidade de tempo.

Se você passa hoje por uma crise financeira muito grande, não descarte esta hipótese.

Amplie sua visão sobre as pessoas em sua volta, e talvez você verá em alguém, que você conhece e nunca tinha imaginado, um possível parceiro de negócios.

CONCLUSÃO – COMO SE LIVRAR DAS DÍVIDAS

Como se livrar das dívidas

Não aceite que as dívidas dominem você.

Livrar-se das dívidas é algo perfeitamente possível e pode estar ao seu alcance.

Torne a sua vida mais digna, buscando listar as dívidas, escrever os seus sonhos e criar um super planejamento.

Se você enfrentar ainda mais provações no caminho, lembre-se:

A dívida é a escravidão do (homem) livre.

Chega de desculpas.

Vai lá, pegue um caderno ou abra seu computador e comece agora mesmo a fazer suas anotações.

E se falhar no caminho não preocupe.

Transforme suas feridas em sabedoria, você irá conseguir uma hora chegar onde você deseja.

Me envie um e-mail – ed@fretecomlucro.com com as suas dúvidas e considerações, e terei o maior prazer em te ajudar nesta jornada.

Forte abraço e até o próximo artigo!